Ferramentas para Scale-ups: 7 Dicas de ferramentas para escalar seu software

Linte > Blog > ferramentas > Ferramentas para Scale-ups: 7 Dicas de ferramentas para escalar seu software
  • Bruno Calzavara
  • Nenhum comentário

Aqui na Linte, uma legaltech com apenas 5 anos de existência, também estamos aprendendo com nossos clientes Scale-ups.

Estamos orgulhosos em sermos parceiros de scale-ups como Creditas, Loft, Madeira Madeira, Ebanx, Stone, e outras startups que buscam por uma gestão mais célere para crescimento do negócio.

Aqui, levamos muito a sério o crescimento sustentável dos negócios de nossos clientes, tanto quanto o nosso.

Linte vem de “Legal INTElligence” e nesse sentido, compartilhamos conhecimentos para nossos parceiros tornarem mais próspero, incluindo todos processos contratuais que existem em uma empresa.

 Implementar tecnologia envolve mudanças

Uma das principais mudanças é a criação de novos procedimentos e estratégias da empresa, que devem ser o alicerce a longo prazo, o que significa que vale a pena investir neles desde o início.

Portanto, é importante que você saiba definir as suas necessidades e as especificidades necessárias que o Software precisará ter para dinamizar seus processos operacionais.

O que é uma Scaleup?

Primeiramente, é preciso deixar claro que o termo “Scaleup” pode significar coisas diferentes para pessoas diferentes. Contudo, vale a pena esclarecer que Scaleup e Startup são, definitivamente, diferentes na hora de gerir.

Podemos dizer, que uma Scaleup é uma empresa em fase de crescimento acelerado e segundo a OECD (Organisation for Economic Co-operation and Development), é como se chamam as empresas que sustentam um rápido crescimento por um longo período de tempo e de forma escalonada.

Em um artigo do Insper, “Guilherme Fowler, professor e coordenador da recém-inaugurada cátedra Endeavor, no Insper, aprofunda o conceito e diz que Scale-Up é uma EAC (Empresa de Alto Crescimento, ou seja, a que tem mais de 10 funcionários e crescimento médio de 20% ao ano por pelo menos três anos seguidos) cujo ciclo acelerado de crescimento e criação de riqueza baseia-se, fundamentalmente, na escalabilidade do seu modelo de negócios.”.

Definição OCDE: Empresas de alto crescimento — negócios que crescem pelo menos 20% ao ano, por três anos consecutivos, em número de funcionários ou receita (possui aproximadamente de 50 a 500 colaboradores).

Especificação Endeavor: Empresas que conseguem aumentar a sua margem de lucro mais do que o número de funcionários.

De acordo com um estudo do Sebrae-RJ, uma característica interessante observada no levantamento é que, dessas empresas, 95% são de pequeno ou médio porte, e 55% têm mais de 11 anos em suas áreas de atuação.

Os principais indicadores de expansão de uma Scaleup

A busca pela escalabilidade dos negócios impacta diretamente na gestão estratégica do negócio. Portanto, é importante ficar de olho em alguns Indicadores, tais como:

·        Segmentação de novos mercados

·        Abertura de novos escritórios

·         Força de trabalho dobrando (ou mais) de tamanho a cada ano

·         Ênfase em novos clientes

·         Crescimento da receita bruta

Principal característica das Scaleups:

Bem, as startups precisam ser desconexas, ter agilidade e manter seus processos enxutos. No universo das Startups, é comum ouvir dizer que uma equipe enxuta é aquela que se alimenta de apenas 01 pizza. Isso significa que as Startups, são pequenas “empresas” onde todo mundo faz de tudo um pouco, visando celeridade.

Enquanto as Scaleups, estão sempre pensando no futuro dos negócios, em inovação e transformação digital, de modo que seu negócio se expanda, mas sem perder o controle do crescimento. Para exemplificar, imagine hoje, sua empresa com 50 colaboradores, – a maioria no mesmo escritório – porém, esse número cresce para 100, 150, 200, fazendo-se necessária a criação de novos locais de trabalho por todo o país ou pelo mundo.

 É nesse momento que as Scaleups se destacam. Elas já se prepararam para isso, tendo todo o Plano estratégico do negócio em mãos.

Regras de ouro para escolher as melhores ferramentas para sua Scaleup

Se você está buscando crescimento rápido, será preciso implementar processos e políticas para essa nova realidade. E tenha a certeza, de que os softwares serão fundamentais nesses processos, uma vez que a gestão precisará ter mais agilidade e eficiência.

E isso significa que os softwares devem ser eficientes conforme a maturidade da sua empresa. Então vamos falar agora sobre as 7 Regras na hora de escolher Ferramentas que ajudarão na sua escalabilidade.

1. Descentralize tudo o que for possível

O pior cenário para uma empresa em rápido crescimento é ter processos centralizados, ferramentas e softwares que só podem ser operados por uma pessoa. Claro, às vezes isso é necessário, se os dados forem confidenciais ou a ferramenta for muito complexa.

Esta é realmente a ideia central por trás da plataforma de CLM da Linte, trazer transparência para o ciclo de vida dos contratos, com fluxos de trabalho de aprovação integrados e outras medidas para manter seus contratos sob controle. Você economizará muito tempo para suas equipes de vendas, compras e jurídico, e todos poderão ter maior transparência do fluxo de trabalho como um todo. Além disso, estará construindo uma plataforma de gestão de conhecimento, com templates de cláusulas pré-aprovados e histórico auditável. Se quiser entender mais sobre “Por que usar ferramentas para Gestão de Contratos é essencial para empresas de rápido crescimento, como as Scale-ups?” dê uma espiadinha depois nesse link.

Então, voltando à descentralização no sentido de gestão de conhecimento e transparência da informação, lembre-se que em contrapartida um software bom deve centralizar os processos e documentos, mas de tal forma que todos os colaboradores tenham acesso a consulta dos dados e informações. 

2. Mantenha seus dados em nuvem

Todos os colaboradores devem acessar facilmente suas ferramentas de trabalho de qualquer lugar, a qualquer momento. Por isso, não faça uso de ferramentas que você precisa baixar e atualizar versões pagas.

É por isso que ferramentas como Slack, Pipedrive, Salesforce, HubSpot, Google Workplace e Dropbox são tão populares. Você tem o mesmo acesso às informações, esteja sentado em sua mesa no escritório, no táxi a caminho do aeroporto ou do outro lado do mundo em um Starbucks.

3. A confiabilidade das informações

Todos os dados e informações da plataforma que você decidir usar, deverão assegurar que os dados hospedados estejam seguros, sem risco de perda ou vazamento de dados.

Como dica, pesquise sobre a plataforma, analise quem são os atuais clientes, especificamente por menções de falhas ou tempo de inatividade, antes de assinar com um fornecedor de software.

Atente-se, caso haja muitos comentários sobre tempo de carregamento ou interrupções consistentes. Se for o caso, da ferramenta que você escolheu, é melhor não a adquirir.

4. Implementação ágil

Ao adquirir uma nova ferramenta para a sua gestão, tenha em mente agilidade na implementação e se será necessário o treinamento para vários colaboradores e diferentes equipes. Quanto menos a necessidade de convencimento e influência em outros times melhor. A plataforma da Linte de CLM, por exemplo, é quase imperceptível para outros times no quesito mudança de processo de solicitação ou necessidade de treinamento. Só é percebido o valor agregado como organização, agilidade e eficiência.

5. As integrações são cruciais

Toda Scaleup está sempre pensando no futuro. É por isso, que ela compreende a importância de ferramentas que tenham fácil integração com as ferramentas das demais áreas do negócio.

A integração é importante para que as áreas se comuniquem com transparência e com consistência nas informações, tornando os fluxos de trabalho mais assertivos e com muito menos atritos.

E, caso você tenha escolhido uma ferramenta que não tenha integração com uma das suas outras, há soluções que ajudam a implementar a integração, como o Zapier. Busque entender quais são as integrações disponíveis ou possíveis. 

6. Quanto mais intuitiva, melhor

A plataforma que você escolher precisa ser intuitiva e configurável à realidade do seu negócio. Ninguém quer perder tempo com inúmeros treinamentos ou fazendo um onboarding eterno.  

A plataforma, portanto, precisa deixar claro o que ela sabe fazer, com dashboard claros e descomplicados e, principalmente, com informações claras para navegação.

Medir o quanto uma ferramenta é intuitiva pode ser complicado, por isso vale avaliar quem já utiliza essa ferramenta, se forem empresas Scaleups, modernas e de alto crescimento, é um ótimo sinal.

7. Documente as informações

Para finalizar, a nossa última dica é sobre criar formas de documentar as informações, dados e até mesmo fazer a gestão do conhecimento, de modo que seja fácil analisar e compartilhar essas documentações com os colaboradores.

Entenda que, enquanto você é pequeno, todos os colaboradores sabem praticamente tudo sobre a empresa. Mas, quando falamos de Scaleups com crescimento acelerado, certamente novos colaboradores chegarão e, possivelmente, o fluxo poderá não fluir da mesma maneira.

A expansão de uma Scaleup se deve a qualidade do produto, fluxo intenso de clientes e forma rápida, conseguindo assim, injetar dinheiro no negócio e expandi-lo.

Se tornar uma empresa com crescimento acelerado, não precisa ser apenas um sonho. De tudo que conversamos aqui, três regras devem ser seguidas:

  • Todas as ferramentas da empresa devem ter instruções claras de uso (documentação da informação).Nessa instrução de uso, você precisa deixar claro quem tem permissão, como as equipes podem criar suas próprias bases de conhecimento, como gerenciar os próprios projetos. Tudo que for fundamental.

  • Obtenha um bom software que faça integração com as suas outras ferramentas.


  • Grave as reuniões de onboarding para compartilhar com novos integrantes e coloque esses vídeos no processo de integração dos novos colaboradores

Espero que as dicas acima ajudem você a pensar sempre no futuro. 

Reserve um tempo e estude bem sobre a ferramenta escolhida e certifique-se de que ela contribuirá com a empresa, para que ela possa continuar a crescer sem problemas e sem obstáculos.

Gostou do artigo? Compartilhe em suas redes sociais.

Open chat
Precisa de ajuda?
Fale com especialista